Dicas de Paris

Piscinas em Paris

Piscinas em Paris - Molitor - Foto: Alexandre Soria

Paris tem 39 piscinas públicas e outras privadas espalhadas na cidade! Algumas são verdadeiras vedetes como a Molitor. Vamos nos refrescar em águas parisienses?

Paris faz um “calor da moléstia”? Já ouviu falar sobre isso? Max Petterson, cearense, morador da cidade, ficou conhecido com seu vídeo com mais de 300 mil visualizações no Youtube. Ele conta sobre o dia a dia na cidade quando as temperaturas sobem. Difícil até para os cearenses, acostumados com o calor, certo? Muitos prédios, monumentos, museus… muito concreto! Então, como fugir do mormaço parisiense em dias assim?

Andar de bicicleta à noite e ver os principais monumentos de Paris? Isso, o Meia-Noite em Paris já faz desde início de março até setembro (no mínimo) há cinco anos com guias brasileiros! É verdade que, à noite, a cidade dá uma refrescada e é maravilhosamente iluminada. Sem contar que fazemos parte do trajeto na beira do Sena! Quer lugar melhor para sentir a brisa parisiense? Então, já fica uma dica preciosa de atividade na cidade luz quando ela se transforma em cidade do sol!

Mas há outros refúgios para aqueles que não podem ficar sem água e sem dar umas braçadas nem nas férias: as piscinas de Paris! Elas são públicas em sua grande maioria. Porém, você deve pagar uma uma taxa diária, 10 entradas ou um trimestre para usá-las. Há exceções como a piscina Molitor que é privada (vamos falar nela mais adiante). Aqui não existem clubes como no Brasil para todos os bolsos e gostos. Os pouquíssimos são muito caros e destinados a high society francesa.

As piscinas podem ser cobertas (na maioria das vezes) ou descobertas, normalmente aquecidas e funcionam durante todo o ano (principalmente as cobertas).

Peixinho desde criança e garantido pela escola

Saber nadar é uma prioridade na escolaridade das crianças na França! Elas têm aulas de natação incluídas no ensino público e privado, da escolinha até o ensino médio (algumas vezes).

As piscinas públicas também tem a função de receber os alunos das escolas para as aulas de natação. Por isso, muitas delas ficam fechadas ao público nos horários reservados à escola (repare nos horários das piscinas informados na lista abaixo). Normalmente, as aulas são ministradas pelos maîtres-nageurs (professores de natação) da piscina do bairro de cada escola.

Lembrando que as crianças e os adolescentes na França não têm aulas na quarta-feira. Sendo assim, as piscinas ficam abertas quase o dia inteiro nesse dia da semana para que os pequenos tenham uma atividade simpática para fazer nos dias sem aula.

Os maîtres-nageurs também podem dar aulas para os adultos interessados em aprender ou melhorar suas braçadas e pernadas na água.

Regras para se aventurar nas piscinas parisienses

Para poder usufruí-las, você precisa de um maillot de bain, não necessariamente o maiô que conhecemos, pode ser o biquíni para as mulheres. Atenção: os fios dentais não são permitidos! Por isso, prefira uma calcinha de biquíni mais discreta, se possível, no modelo europeu. Já para os homens, estritamente a sunga (nada de shorts e bermudas) e toca para todos! Sim, por causa de normas de higiene, a toca é obrigatória em quase todas as piscinas.

A limpeza é levada a sério nas piscinas daqui! Na maioria das vezes, as principais medidas são de responsabilidade do próprio usuário. Por exemplo, ao chegar no vestiário, devemos tirar os sapatos. Armários com chave ou código (mais prático!) estão disponíveis para deixarmos nossas roupas e objetos. Devemos tomar uma ducha (com sabonete, de preferência) antes de entrar na água. Todos esses cuidados não são poucos! Há também uma bacia de água para limpar os pés antes de entrar perto das piscinas.

Como a maioria dos nadadores é “autodidata”, há uma hierarquia de raias a ser cumprida. Atenção, nem sempre elas são explícitas, mostradas com placas. Na maioria das vezes, temos que respeitar de acordo com o feeling…  Por exemplo, existem as raias dedicadas aos nadadores experientes (nageurs rapide). Nela, você pode praticar crawl, peito, borboleta e costas de maneira rápida. Porém, é melhor evitar o nado borboleta e costas quando a piscina estiver cheia.

Caso você for um nadador de nível médio ou lento, procure a raia equivalente. Mas, independente da raia que estiver, há mais regras:

  • Mantenha-se sempre à direita (como nos tours de bike do Meia-Noite em Paris 😉 ) para não atrapalhar os outros que nadam mais rápido que você.
  • Nunca ficar no meio da raia: nem quando estiver nadando, nem descansando.
  • Quando alguém estiver te ultrapassando, não acelere o ritmo.
  • Não pare na borda da piscina. Faça uma pequena pausa ao longo da raia do lado esquerdo. Isso evita que todos parem no final ou no começo da raia e cause um “engarrafamento”.
  • Não atravesse as raias antes de verificar que não vai atrapalhar os outros.
  • Evite o nado borboleta e costas quando sua raia estiver muito cheia.

Outras regras gerais de boa conduta nas piscinas na França e em Paris:

  • Não correr em volta da piscina,
  • Não gritar e utilizar aparelhos sonoros como caixa de som bluetooth,
  • Não jogar objetos nas piscinas.

Prontos para dar umas braçadas em Paris? Mas você quer somente se divertir na água? Não quer praticar o esporte? Não se preocupe! Há sempre um espaço dedicado para as brincadeiras e diversão.

Agora que você já sabe da existência das piscinas, como elas surgiram na capital francesa?

História das piscinas parisienses

Paris e França estão atrasadas com relação à Alemanha e Inglaterra no início do século XX. Os dois respectivos países contavam com 1400 e 800 piscinas! Por isso, nos anos 20, a cidade luz começa a corrida aquática, ou seja, a construção de mais de 20 piscinas.

A primeira a ser inaugurada foi a Château-Landon no 10º distrito em 1924. Até hoje, ela conserva seus ares Art Déco (estilo artístico típico dos anos 20 e 30 caracterizado pelas suas formas geométricas e aerodinâmicas).

As outras piscinas foram implantadas principalmente na década de 70 na capital francesa.

Piscinas em Paris - Molitor - Foto: Gilles Rigoulet
Molitor 1985 – Foto: Gilles Rigoulet

A Piscina Molitor

A princesinha das piscinas Art Déco parisienses classificada como monumento histórico é, sem dúvida, a Molitor. Ela abriu suas portas em 1929, 5 anos após a pioneira Château-Landon, com os nados de ninguém menos que o Tarzan e da nadadora Aileen Riggin Soule!

Explicando melhor essa história de homem das selvas, o ator Johnny Weissmuller foi também cinco vezes campeão olímpico de natação e brilhou nas telas com esse herói se transportando no cipó.

Desde o princípio, sua história já foi marcada com o glamour dos années folles – o entreguerras – e a presença constante de celebridades! Ela era um local para ser visto na capital e contava, entre muitos outros eventos da high society francesa, com o concurso “La Fête de l’Eau” (A Festa da Água) que escolhia as mais bonitas nadadoras desde 1934.

Além de sua função social, Molitor é composta de duas piscinas (inverno e verão), suas 70 cabines, restaurante, salão de beleza… No inverno, a piscina de verão se transformava em pista de patinação no gelo.

Há quem diga que a Molitor foi o cenário para a revolução dos trajes de banho. O biquíni (duas peças) foi mostrado publicamente pela primeira vez na piscina em 1946. Porém, foi popularizado somente em meados da década de 50!

Essa linda história de glamour teve um período dramático. No final dos anos 70, a piscina precisava de muitas reformas por causa do desgaste do cloro, o teto de vidro precisava ser trocado e a pista de patinação era muito onerosa. A administração da piscina não tinha mais condições de mantê-la resultando no seu fechamento em 1989.

Molitor ficou abandonada durante anos! Ela foi invadida por moradores e também artistas de rua. A piscina foi integralmente grafitada nesse período. De place to be da elite parisiense, ditadora de modas, a Molitor se tornou o templo da street art nos anos 90 e 2000.

Piscinas em Paris - Molitor - Foto: Thomas Jorion
Foto: Thomas Jorion

Em 2007, a prefeitura de Paris abriu uma concorrência para a reforma e reabilitação da piscina. O grupo Colony Capital associado com a Bouygues Construções e a Accorhotels reabriram a piscina. Hoje ela conta com um hotel cinco estrelas, SPA, restaurante e bar rooftop e, claro as duas piscinas.

Quase tudo foi destruído e refeito como era nos anos 20. Mas os idealizadores do projeto atual também incluíram a história da street art, tão presente nos anos de abandono. As cabines da piscina de inverno guardam não somente os pertences dos nadadores, mas as obras de artistas de rua conhecidos mundialmente!

E elas não estão somente nas cabines da Molitor. Paris há uma grande concentração de arte urbana e o Meia-Noite em Paris também pensou nos fãs desse tipo de expressão. Temos um passeio no bairro de Belleville, novo centro artístico da cidade, em que vemos as obras de mais de 30 artistas franceses e do mundo. Venha flanar nas belas ruas, ver suas artes e tomar um café no café preferido de Edith Piaf com a Fernanda Hinke!

Hoje, a Molitor é privada e restrita aos hóspedes do hotel, sócios (convidados) e clientes do SPA (1h de acesso às instalações: piscina, hammam, sauna, fitness) a partir de 230€.

Quem quiser conhecer o local sem nadar, há também os restaurantes e bar!

Endereço: 13 Rue Nungesser et Coli, 75016 Paris – metrô: Michel-Ange – Molitor (linhas 9 e 10)

Piscinas Públicas imperdíveis em Paris

A Molitor tem o glamour, mas a capital francesa é muito democrática e há outras piscinas (lindas) por um preço acessível a todos!

Quase todos os 20 distritos da cidade têm suas piscinas públicas, ao todo 39 piscinas estão disponíveis na cidade. Mas, claro, existem as mais bonitas, as descobertas, as grandes, pequenas, enfim! Vamos à lista das melhores piscinas da cidade luz.

Qual escolher para nadar ou apenas se refrescar?

Piscina Butte aux Cailles
Foto: Gérard Sanz – Mairie de Paris

Piscina Buttes aux Cailles

Umas das primeiras piscinas de Paris fundada em 1924, a do Buttes aux Cailles, é composta por duas piscinas descobertas, de 12m e 25m, sendo a última uma piscina nórdica (descoberta mesmo no inverno). A piscina descoberta aquecida é completamente adaptada à preservação do meio ambiente e suas mudanças foram inauguradas em 2016. Há também uma piscina coberta de 33m. Ela é um grande exemplo do estilo Art Nouveau na capital francesa e é classificada como Monumento Histórico.

Depois da piscina, vale a pena dar uma volta no bairro considerado turístico para os parisienses.

Entrada: 3,00 €
Cartão com 10 entradas: 24 €
Trimestre: 37 €
Horários: sempre verificar no site http://equipement.paris.fr/piscine-de-la-butte-aux-cailles-2927
Segundas: fechada
Terças, quintas, sextas: 7h – 8h30 / 11h30 – 13h30
Quartas: 7h – 18h
Sábados: 10h30 – 18h
Domingos: 8h – 18h
Endereço: 5 place Paul Verlaine – 75013 Paris metrô: Corvisart, linha 6


Piscina Joséphine-Baker

Primeira piscina flutuante na beira do rio Sena, a Piscina Joséphine-Baker é descoberta de acordo com a meteorologia.  

Entrada: 3.60 €
Cartão com 10 entradas: 29 €
Trimestre: 45.00 €
Verão Europeu: 6.20 € e hora suplementar: 6.20 €
Horários: Fechada de 9 mai 2018 a 30 juin 2018 (reforma)
Verificar no site: http://equipement.paris.fr/piscine-josephine-baker-2930
Endereço: quai François Mauriac – Quai de la Gare 75013 PARIS
metrô Bibliothèque François Mitterrand, linha 14 ou Quai de La Gare (linha 6)


Piscina Pontoise – Le Quartier Sport

Piscina também da época áurea inaugurada em 1934 e feita pelo mesmo arquiteto da Molitor, Lucien Pollet. A piscina Pontoise também tem o título de Monumento Histórico. Ela foi rebatizada Le Quartier Sport e se situa em pleno Saint-Germain de Près. Uma das suas características é ficar aberta até meia noite nas segundas!

Entrada: 4.80 €
Entrada noturna (a partir de 20h): 11.10 €
Trimestre: 63 €
Trimestre noturno: 188 €
1 ano noturno: 473 €
Horários: conferir no site: http://equipement.paris.fr/piscine-pontoise-2918
segundas, terças, quintas, sextas: 7h – 8h30 / 12h15 – 13h30 / 16h30 – 19h15 / 20h15 – 23h45
quartas: 7h – 8h30 / 11h30 – 19h30 / 20h15 – 23h45
sábados: 10h -19h
domingos: 8h – 19h
Endereço: 19, rue de Pontoise 75005 PARIS metro: Maubert Mutualité, linha 10


Piscina Keller

A Piscina Keller é para os experientes e que querem fazer longas distâncias. Ela tem 50 metros e não utiliza cloro!

Entrada: 3 €
10 entradas: 24 €
Trimestre: 37 €
Horários: verificar no site http://equipement.paris.fr/piscine-keller-2936
Segundas e Sextas: 12h – 20h30
Terças e Quintas: 7h – 8h30 / 12h – 21h
Quartas: 7h – 14h
Sábado e domingo: 9h – 19h
Endereço: 14, rue de l’Ingénieur Robert-Keller 75015 PARIS metro: Charles Michels, linha 10


Piscina Suzanne-Berlioux (Les Halles)

Uma piscina moderna de 50m com mais de 8 raias para nadar no coração de Paris!

Entrada: 5 €
10 entradas (com a carta recarregável que custa 5€): 45 €
Horários: conferir no site http://equipement.paris.fr/piscine-suzanne-berlioux-les-halles-2916
Segundas: 7h – 8h15 / 10h – 23h
Terças e Quintas: 11h30 – 22h
Quartas: 11h30 – 23h
Sextas: 11h30 – 22h
Sábados e domingos: 9h – 19h
Endereço: Forum des Halles 75001 PARIS niveau -3, acesso pela “Porte du Jour” ou pela “Porte du Louvre” – metrô: Les Halles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *